Dissertações - Espaço Público

 

Patrícia Gonçalves Cabaço

Cemitérios Municipais de Lisboa: Estratégias de articulação entre Thanatos e Polis

Dezembro de 2009

Este trabalho aborda a arquitectura do espaço funerário. O objecto de estudo definido são os Cemitérios Municipais de Lisboa, que integram um conjunto formado por sete cemitérios, dos quais seis reportam ao século XIX, tendo sido o último edificado já no século XX. O objectivo é explorar as relações que estabelecem com a urbanidade, procurando compreender de que forma estas podem contribuir numa crescente dignificação do equipamento e da malha urbana envolvente. (dissertação)

 

 

Maria Madalena Charters Oliveira Reis de Mariz

O uso e apropriação de espaços exteriores de permanência (praças) em centros urbanos para suporte a eventos culturais — para uma metodologia de análise espaço-funcional. Um caso de estudo: Largo de S. Carlos (Lisboa)

Setembro de 2009

Este trabalho aborda as propriedades espaciais que viabilizam a realização de eventos culturais em espaço público urbano. A relevância do sector do turismo cultural na revitalização das cidades e, em particular, as estratégias utilizadas para a atracção de novos públicos através da realização de eventos culturais justificam a investigação realizada.
Como caso de estudo foi utilizado o Largo de S. Carlos em Lisboa. Elegeram-se para análise situações em que o Largo apresentava a sua vivência quotidiana e outras em que nele se realizaram eventos culturais, promovidos por diversas entidades.
(dissertação)

 

 

Ana Filipa Guterres Marçal

As Estratégias de Marketing na Revitalização das Cidades

Junho de 2009

Este trabalho aborda o papel do espaço físico no suporte às actividades associadas a eventos temporários, decorrentes de estratégias de marketing/promoção urbana, realizados em zonas antigas “com história”, bem como os usos e as formas de apropriação do espaço público.
O objecto de estudo corresponde ao evento Festival Internacional de Chocolate realizado na zona histórica de Óbidos. (dissertação)

 

 

Inês Rodrigues Rita

Obstáculos Ao Movimento Pedonal Em Contexto Urbano - Para uma metodologia de análise - Um caso de estudo: percurso urbano em Sete Rios (Lisboa)

Novembro de 2008

Este trabalho aborda e identifica as características morfológicas do espaço urbano que criam impedimentos ou limitações à actividade pedonal. Para esse efeito foi criada uma metodologia de análise fundamentada nas teorias da análise sequencial de Kohlsdorf, na metodologia de planeamento proposta por Thiel, na teoria da análise sintáctica de Hilier e Hanson e na teoria da hierarquia das necessidades pedonais de Murp. Esta metodologia foi aplicada ao caso de estudo de Sete Rios, em Lisboa, cujo espaço urbano é caracterizado pela coexistência de malhas urbanas morfologicamente distintas. Procedeu-se à confrontação das características estruturais de um percurso urbano com as características não estruturais do espaço urbano de Sete Rios, onde este se insere. (dissertação)

 

Bárbara Freitas

A dimensão (pública) urbana das práticas contemporâneas de exercício físico. Conceitos funcionais e condições espaciais.

Outubro de 2008

Este trabalho aborda os espaços destinados a práticas contemporâneas de exercício físico e corporal (condicionamento físico, consciencialização corporal e demonstração), nomeadamente academias, ginásios e health clubs. O objectivo principal é explorar as exigências funcionais que lhe estão associadas e as respectivas condições espaciais. São objectivos secundários a Identificação dos diferentes tipos de espaços e de actividades praticados em academias, ginásios e health clubs; a avaliação do desempenho espaço-funcional desses espaços e grau de satisfação dos seus utilizadores e a definição de linhas de orientação e critérios de projecto, para serem aplicadas na concepção de novos espaços.(dissertação)

 

 

Ana Catarina Moreira da Costa Freire Correia

Praticabilidade dos espaços do limiar público enquanto território de suporte/prolongamento de actividades comerciais (retalho e restauração)

Setembro de 2008

Este trabalho aborda a praticabilidade dos espaços do limiar público de suporte/prolongamento de actividades comerciais (retalho e da restauração) - “esplanada”.
O termo praticabilidade traduz-se nas condições necessárias ao uso. Por limiar público entende-se da faixa de transição que se estabelece entre o interior da massa edificada e o espaço exterior, i.e. extensões funcionais dos espaços interiores, e que está integrada no domínio dos espaços urbanos de uso público. (dissertação)